Asset 57
Asset 54
21 Fevereiro 2019

10 erros que as lojas online fazem e não deviam

Atualmente há inúmeras lojas online de excelência, no entanto, muitas delas apresentam erros básicos que provocam um efeito negativo nas vendas dos seus produtos ou serviços e nos níveis de satisfação dos seus clientes.

Os clientes querem ter uma experiência de compra positiva ao visitar uma determinada loja virtual e se encontrarem erros de qualquer ordem ou se sentirem frustrados com alguma dificuldade técnica, vão simplesmente desistir e acabar por comprar num local diferente.

Conheça os 10 erros que as lojas online fazem e não deviam e faça com que o seu website de e-commerce seja de confiança.
 

1. Má apresentação dos produtos que estão na loja online

Não há uma segunda hipótese para causar uma boa primeira impressão. Os produtos da sua loja online podem ser os melhores do mercado, no entanto, se não forem corretamente exibidos aos potenciais compradores, o seu negócio corre o risco de não conseguir vender até mesmo aos eventuais interessados.

Para que tal não aconteça, mantenha o seu website de e-commerce fácil de navegar e ofereça produtos ordenados e relacionados de modo a orientar as compras dos clientes.

Os clientes querem ver o que estão a comprar e, nesse aspeto, deverá utilizar sempre imagens de alta qualidade (onde seja permitido fazer zoom) para enaltecer todos os detalhes dos produtos que estão a ser vendidos.

2. Apresentar produtos que não se encontram disponíveis em stock

Quando um cliente abre uma página de um determinado produto e recebe uma mensagem a lamentar que o item escolhido se encontra esgotado, ele fica com vontade de sair do website e ir comprar a outro lado.

Para que isso não aconteça, e se algum dos seus produtos estiver em falta, faça questão de parar de os exibir nos resultados de pesquisa ou nas páginas de categoria. Outra opção passa por adicionar um selo à imagem do produto de modo a indicar que o respetivo produto já não se encontra disponível.
Se ainda assim quiser manter os itens em exibição para que os clientes os possam guardar nas suas preferências, coloque uma nova opção de filtragem “incluir itens sem stock”.

Outra solução eficaz passa por dar a possibilidade do cliente ser notificado (como por exemplo ao inserir o seu email para contacto) assim que o produto estiver novamente disponível. Assim as expetativas dos clientes não sairão defraudadas.

3. Falta de descrições dos produtos exibidos

Os clientes que fazem compras online não conseguem experimentar nem ver ao vivo os produtos que escolhem e isso é um aspeto negativo que pode condicionar o sucesso das vendas dos respetivos produtos.

Devido a essas limitações, é importante que invista o seu tempo na inserção de fotos de qualidade, vídeos em forma de tutoriais e, claro, descrições completas e pormenorizadas sobre os produtos que estão à venda no seu website de e-commerce. Só assim conseguirá passar todas as informações necessárias de modo a influenciar e melhorar a experiência de compra de um cliente.

Para fazer uma boa descrição de um dado produto, é fundamental que sejam utilizadas as palavras-chave mais relevantes para a sua área de negócio e, neste aspeto, o Search Engine Marketing (SEO) é a melhor ferramenta para posicionar a sua loja virtual no topo das pesquisas dos motores de busca – vai oferecer-lhe a possibilidade de conquistar mais clientes e visitas ao website.
 

4. Uma má opção de pesquisa/opções de filtragem

Os clientes, independentemente de procurarem por um item específico ou de navegarem de forma descontraída numa loja de comércio eletrónico, precisam sempre de ajuda para restringir as suas opções de navegação.

Um bom botão de pesquisa ou uma ótima opção de filtragem permite que os clientes façam uma pesquisa mais agradável e certeira.

Os clientes não devem encontrar muitos produtos em exibição, portanto, permita que eles filtrem as suas pesquisas e removam os produtos que consideram irrelevantes.

5. Não apresentar resultados depois do cliente ter feito uma pesquisa

É comum encontrar a informação “sem resultados” ou até “404 não encontrado” nos websites de comércio eletrónico e isso aborrece bastante os clientes que procuram por um determinado produto.

Não apresente aos seus clientes uma página em branco com este tipo de informação, uma vez que esta ação pode prejudicar as vendas na sua plataforma de comércio eletrónico e afastar os clientes do seu website para sempre.

Em vez de apresentar estas páginas de resultados, indique alternativas à pesquisa ou mostre resultados semelhantes. Se, por exemplo, o cliente pesquisar o termo “colar de ouro” e a sua loja online não tiver esse produto, pode sugerir outros colares ou acessórios disponíveis. Tudo se resume a converter as leads em vendas e é aí que deve estar o seu foco.

6. Encaminhar os clientes para o registo no website

Sujeitar os clientes a efetuar o registo no website é um erro que muitos websites de comércio eletrónico continuam a fazer. Alguns deles chegam ao ponto de obrigar os seus clientes a registarem-se primeiro antes de fazerem a respetiva compra – e esse é um grande problema para os clientes que apenas querem comprar um produto.

O cliente pode simplesmente não ter tempo em fazer registo, dado que o seu interesse poderá ser apenas a aquisição do respetivo produto. Seja qual for o caso, nunca se deve forçar o cliente a nada, mas sim dar-lhe a opção de fazer a compra como convidado e não como registado.

Além disso, também lhes deve oferecer a possibilidade de adicionar produtos ao seu carrinho de compras para que eles voltem mais tarde e concluam as respetivas compras.

7. Processo de checkout bastante complexo

Um processo de pagamento confuso ou complexo aumenta exponencialmente a taxa de abandono de um carrinho de compras.

Para que tal não se suceda, é fundamental que mantenha um processo de checkout simples para os seus clientes. Utilize poucos campos obrigatórios de preenchimento e exiba todas as informações vitais para a realização da compra na mesma página se possível.

É de realçar que alguns clientes possuem cupões de desconto e, como tal, é necessário que esse campo esteja bem visível para que os clientes possam beneficiar deles (é uma mais-valia para os clientes, principalmente para os fidelizados que estão a repetir o ato da compra).

Não se esqueça de exibir uma página de confirmação com a atualização de acompanhamento como resumo assim que o cliente fizer o checkout, assim ele estará mais confiante e seguro que fez a compra de forma correta e sem enganos.

8. Não apresentar informações essenciais dos produtos exibidos

Os compradores online ficam aterrorizados quando visualizam os custos adicionais de envio ou de entrega apenas no momento de checkout e não antes (essa é a razão que mais contribui para uma taxa elevada de carrinhos abandonados).

Faça questão de exibir as despesas de envio na página do produto ou inclua esse mesmo custo no valor final do produto. Assim, conseguirá evitar algumas surpresas desagradáveis para os seus clientes no momento do checkout.

Além das despesas de envio, também é preciso mostrar outras informações essenciais. Tais como:

✓ Políticas de envio e de devolução
✓ Políticas de troca de produtos
✓ Número de atendimento ao cliente
✓ Página de perguntas e respostas

Estas informações devem estar bem visíveis para que o cliente fique com uma excelente impressão da sua loja online.
 

9. Aparecer pop-ups desnecessários em todo o lado

Os pop-ups estão desatualizados e, na verdade, ninguém gosta deles. Ninguém quer preencher inquéritos, subscrever newsletters ou obter descontos em produtos/negócios que não têm interesse em subscrever sem julgar a credibilidade da sua loja de e-commerce em primeiro lugar.

Existem muitas outras formas de garantir o apelo à ação dos seus utilizadores, como por exemplo o uso da barra lateral para essa finalidade. É preferível que bombardeá-los com pop-ups automáticos que serão sempre um obstáculo à compra.

10. Não ter uma loja de e-commerce mobile-friendly

Atualmente a maior parte das pessoas utiliza os seus equipamentos móveis para realizar atividades na internet, o que inclui compras online. Portanto, é fundamental que hoje em dia todos os websites de e-commerce sejam mobile-friendly para garantir uma ótima experiência de compra a todos os consumidores.

Faça com que a sua loja online tenha o fator x, isto é, um conjunto de boas práticas que transformam a experiência de compra em algo natural, simples e intuitivo nos ecrãs dos smartphones e tablets dos seus consumidores.

Estes são apenas alguns erros que as lojas online fazem com regularidade e que afetam profundamente as intenções de compra dos seus clientes. A Netgócio pode ajudá-lo a criar a loja online ideal para a sua área de atividade.

Ligue o (+351) 253 519 421 ou envie um email para o endereço contacto@netgocio.pt e conquiste os seus públicos ao apresentar-lhes um website de e-commerce de confiança.
 

Alina Carvalho

Gestora de vendas

A equipa comercial é a linha da frente na Netgócio e, muito mais que comerciais, temos consultores que ajudam os nossos clientes (...)
Ler +

Patrícia Cunha

CFO

No dia de celebrar as Grandes Mulheres, quisemos passar uns minutos a conhecer melhor a Mulher que lidera a nossa família. 
Ler +

+ informações

MNM Sports O fator X de uma loja online
Asset 57
Asset 57
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.