Asset 57
Asset 54

Subscrição de conteúdo

Receba as novidades sobre os nossos produtos e serviços

14 Julho 2021

Como escrever artigos de blog que posicionam no Google

Com a chegada da internet e das redes sociais, a forma como as pessoas procuram informação sofreu uma reconfiguração. Deixamos de vasculhar em livros, jornais e revistas e passamos a fazer perguntas ao Dr. Google, em sites, blogs e até nas redes sociais.

Porém, criar conteúdo informativo que responda às perguntas e necessidades dos utilizadores implica a utilização de técnicas e o cumprimento de algumas regras e, com toda a informação e concorrência presentes na web, é essencial saber como ocupar os primeiros lugares nos resultados de pesquisa. 

Os artigos de blog são ótimas ferramentas quando o objetivo é o posicionamento no Google. Quer saber como escrever artigos de blog que realmente posicionem? Fique por aí!

Artigos de blog e marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia de marketing digital que consiste na produção de conteúdo altamente relevante ou de impacto positivo na mente dos utilizadores.

Há marcas quem consideram que bom marketing de conteúdo passa por escrever sobre os seus produtos e serviços, as suas vantagens e porque o leitor os devem comprar. Contudo, é exatamente o oposto.

O melhor marketing de conteúdo assenta nos desejos, necessidades e dificuldades dos utilizadores em relação aos mais variados temas – e sem pedir nada em troca. É exatamente  o que faz um artigo de blog. Identifica as dores, curiosidades e perguntas dos seus seguidores e dá-lhes uma resposta. 

Um artigo de blog bem estruturado e com conteúdo relevante para SEO é uma mais-valia, pois a longo-prazo pode ajudar a gerar uma quantidade extraordinária de tráfego e, dessa forma, atrair mais potenciais clientes para o seu negócio.

Siga estas 6 técnicas utilizadas pelos nossos especialistas e crie também artigos que realmente posicionam no Google. 

1. Identifique e utilize keywords

Comece por definir keywords e por colocá-las no título, URL, meta tags, subtítulos, alt attribute, etiquetas e categorias, por exemplo. 

Esta é a forma mais clara de dizer ao Google do que trata o seu artigo e para que tipo de pesquisa deve ser mostrado. Desta forma, o conteúdo estará otimizado e terá mais chances de aparecer nos primeiros resultados de pesquisa do Google.

Mas como escolher as minhas keywords? Comece por se colocar nos pés do utilizador e imagine que palavras usaria se estivesse à procura do seu produto ou serviço. Depois, recorra a ferramentas como o Google Keyword Planner, o SEM Rush ou o Google Search Console, que lhe vão dizer qual o potencial dessas keywords. 

Vamos a um exemplo prático. Considere que tem uma empresa de máquinas agrícolas e que, segundo a sua pesquisa, existem muitos utilizadores interessados na máquina X. Um título de artigo de blog seria, por exemplo, algo como “Máquina agrícola X: saiba onde comprar”.

Também é importante ouvir a sua audiência. Com certeza que os seus clientes estão presentes nas redes sociais e é lá que procuram as respostas às suas perguntas. Esteja atento, por exemplo, a grupos no Facebook, no WhatsApp ou no Telegram, ao Twitter e às hashtags relacionadas com a sua área de negócio e, já fora das redes sociais, aos fóruns. 

3. Otimização do conteúdo do texto

A criação de conteúdos com regularidade ajuda o site a obter melhores classificações, mas há que garantir a qualidade do que é publicado. Entender o quê e o porquê do que vai escrever é meio caminho andado para o sucesso do seu artigo de blog, mas há mais: 

  • Utilize negritos, itálicos, e textos sublinhados
  • O recomendado é que cada artigo tenha, no mínimo, 300 palavras; 
  • Utilize títulos e subtítulos de forma a organizar a informação. 
As Heading Tags são uma das estruturas mais relevantes de todo o artigo. Também conhecidas como “H's”, os títulos e subtítulos desempenham um papel fundamental naquilo que é a afirmação do tema e o objetivo geral da página. Os mecanismos de seleção do Google selecionam essas tags como mais importantes que o resto do texto, daí que seja to importante incluir as keywords identificadas neste espaço.

4. Personalize o URL

Uma das partes mais esquecidas pelos proprietários de blogs é o URL. A sua personalização é uma das técnicas que alavancam o posicionamento e desempenho do seu artigo de blog. Um bom blog tem os URL otimizados: incluem as keywords pretendids e são fáceis de ler e perceber, sem caracteres estranhos. 

Vamos a mais um exemplo prático. Imagine o artigo falado anteriormente: “Máquina Agrícola X - Onde e Como Comprar”. Evite que o URL contenha códigos, como “http://site.com.pt/%C3%87%C3%80%C3%”, e torne-o mais simples, por exemplo “site.pt/maquina-agricola-x-onde-como-comprar“. 

Além de ser esteticamente mais agradável, inspiram mais confiança na abertura e partilha dos links.

5. Definição da Meta Description

Uma Meta Description é uma tag HTML utilizada para fazer um preview do conteúdo de uma página web. Noutras palavras, é um resumo para que os navegadores identifiquem claramente o que aborda aquela página antes sequer de entrar nela.  

E isso é importante?

Sim! As Meta Descriptions têm o poder de alavancagem do website e de melhoria dos resultados da pesquisa. A utilização de keywords não deve ser esquecida (mas também não deve ser forçada) e deve conter entre 140 a 160 caracteres. 

Caso não exista uma descrição definida de forma estratégica, o Google vai selecionar uma citação aleatória, normalmente a primeira que encontra. Assim, é crucial que a meta description seja definida pelo autor do artigo, resumindo o seu tema, cativando leitores, gerando cliques e, no melhor dos cenários, conversões. 

6. Otimize as imagens

Esta é uma das formas mais fáceis de otimizar as páginas dos seus artigos de blog. Mesmo que utilize poucas imagens nos seus artigos, certifique-se que segue os seguintes passos: 

✓ Escolha imagens de alta qualidade e relevantes para o seu artigo. Se não tiver capacidade de produzir os seus próprios materiais gráficos, há muitos bancos de imagens gratuitos. Explore, por exemplo, o Unsplash, Pexels, Pixabay, Freepik

✓  Otimize as imagens. Um dos aspetos que o Google avalia é a velocidade do site e, se tiver imagens muito pesadas, vai acabar por ser penalizado. Lembre-se sempre de fazer uma compressão que garanta a qualidade da imagem; 

✓  Mude o nome da imagem e dos seus atributos, o alt tex atribute. Se fizer sentido, inclua a keyword que identificou.

Estas são apenas algumas das dicas que o podem pôr à frente da sua concorrência, mas ainda existem muitas mais! Se tiver dúvidas ou precisar de ajuda com a otimização do seu Blog, não hesite em falar connosco.

+ informações

Subscrição de conteúdo

Receba as novidades sobre os nossos produtos e serviços

+ informações

Estão abertas as candidaturas ao Programa Adaptar Turismo Como gerar leads realmente interessadas no seu negócio
Asset 57
Asset 57
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.